Biografia

“O primeiro samba que eu fiz foi pra me salvar
Quando a vida era por um triz eu deixei levar
É coisa de Deus, é minha missão
A mão na viola e o pé na profissão
E a cabeça feita por esse maravilhoso mundo cão”

Em seu disco de estreia, “Você merece samba”, de 2012, Karinah dizia, no sapatinho, com sua elegância habitual, a que vinha – e que tinha vindo para ficar. A menina moleca de Curitiba, que tinha mania de batucar em tudo e ouvia, encantada, uma tia cantar “Teco teco”, de Pereira Costa e Milton Villela (sucesso de Gal Costa, Ademilde Fonseca e Miriam Barucada, entre outros), logo entendeu que o samba era seu dom, como diria o mestre Wilson Das Neves.

picbio






Produção: contato@karinah.com.br

Assessoria de Imprensa: alvo@alvoconteudorelevante.com.br